TECNOLOGIA: Pais acreditam que Inteligência Artificial pode ajudar no aprendizado dos filhos, aponta pesquisa

Para 80% dos entrevistados, a Inteligência Artificial aumenta a expectativa quanto à melhoria e maior rapidez de aprendizado de seus filhos

Salvar imagem

LOC.: Uma pesquisa feita pelo Instituto de Engenheiros Elétricos e Eletrônicos, dos Estados Unidos, aponta que a inteligência artificial, aquela similar à humana, mas que é executada por dispositivos computacionais, deverá fazer parte de todos os aspectos da vida das crianças nascidas a partir de 2010, conhecidas também como geração Alpha. Um exemplo desta geração, que é rodeada pela tecnologia, é a Maria Luiza, de apenas 3 anos de idade. Ela ganhou um tablet quando tinha um ano e um celular quando tinha 2 anos e meio. Quem dá mais detalhes é a mãe dela, Cintia Arten Rúbio, de 32 anos.

TEC./SONORA: Cintia Arten Rúbio, 32 anos, mãe da Maria Luiza.

"Ela se diverte com o tablet dela, vê os videozinhos dela. A gente acabou dando o celular para ela por conta de toda hora estar pedindo o nosso. Não tem linha, mas os outros aplicativos todos funcionam... youtube, whatsapp... Ela não sabe fazer ligação no telefone, mas ela sabe chamar alguém no whatsapp. Ela não sabe escrever, mas abe mandar os áudios."

LOC.: A pesquisa apontou que 64% dos pais dessas crianças alegam que inteligência artificial e outras tecnologias permitem a eles mais tempo para fazer outras atividades. Além disso, para 80% dos entrevistados, a Inteligência Artificial aumenta a expectativa quanto à melhoria e maior rapidez de aprendizado de seus filhos. Os outros 20% têm expectativas iguais ou menores, segundo a pesquisa. O estudo entrevistou 600 pais e mães, com idade entre 20 e 36 anos no Brasil, China, Japão, Reino Unido, Índia e Estados Unidos.

Reportagem, Cintia Moreira.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.