TAMARANA (PR): Vacina contra HPV é segura e segunda dose está disponível nos postos de saúde, do município

A segunda dose da vacina contra HPV está disponível para meninas entre 11 e 13 anos, em cinco postos de saúde, de Tamarana, e no posto clínico, Plínio Pereira de Araújo, no Centro da cidade

Salvar imagem

REPÓRTER: As mães do município de Tamarana não devem proibir as adolescentes de tomar a vacina contra o vírus HPV. A imunização garante um futuro mais tranquilo para as jovens, pois, elas vão estar protegidas do papiloma vírus, causador do câncer do colo de útero, segundo o ministério da Saúde. Para se imunizar na rede privada, as jovens devem gastar aproximadamente mil e 500 Reais. Nas unidades públicas de saúde, a vacina é oferecida gratuitamente para garantir a proteção de todas as meninas. O secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos estratégicos do ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, alerta que, a cada dia, 14 mulheres morrem por conta do câncer do colo de útero.
 
SONORA: secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos, do ministério da Saúde, Jarbas Barbosa
 
“O câncer do colo de útero ainda mata, a cada dia, 14 mulheres em nosso país. São as mães e as avós das meninas que hoje têm a oportunidade de tomar a vacina. Por isso, que nenhuma família pode negar esse direito a menina, por isso, que a menina se conscientize, se informe e exija que o seu direito seja garantido. Que, ela vai poder ser a primeira geração de brasileiras onde a morte por câncer do colo de útero vai estar eliminada".
 
REPÓRTER: Para tomar a vacina contra o vírus HPV, as jovens devem procurar uma unidade de saúde com carteira de vacinação ou documento de identidade. As meninas que ainda não tomaram a primeira dose precisam correr para começar o ciclo de imunização e garantir a proteção contra o papiloma vírus. O HPV é o causador do câncer do colo de útero, terceiro tipo que mais mata mulheres no Brasil, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer. A coordenadora da Vigilância de Saúde, do município de Tamarana, Verinha Caetano Nogueira, convida os pais e responsáveis para levar as adolescentes para tomar a segunda dose da vacina contra o vírus HPV.
 
SONORA: coordenadora da Vigilância de Saúde, do município de Tamarana, Verinha Caetano Nogueira.
 
“Atenção aos pais e adolescentes da faixa etária de 11 a menor de 14 anos, que ainda não foram vacinadas, ou aquelas que vacinaram com a primeira dose do HPV, é muito importante dar sequência do esquema, porque uma única dose não é suficiente para evitar essa doença que realmente posterior, a situação é bastante agravante. Então, assim aqueles pais, aquelas mães, aqueles cuidadores e, até o adolescente consciente, procure o serviço de saúde mais próximo da casa, solicite a vacinação. A vacinação é gratuita, então, a gente pede a colaboração e a consciência de cada um".
 
REPÓRTER: As jovens do município de Tamarana podem procurar a vacina contra o vírus HPV em um dos dois postos da área urbana ou em um dos quatro da área rural. A principal unidade de saúde da cidade é o posto clínico, Plínio Pereira de Araújo, que fica na Rua Ubaldino De Sá Bittencourt, no Centro. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, de sete da manhã às cinco da tarde.

Reportagem, Pedro Paulo Borges

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.