Ministério Público pede tratamento domiciliar para paciente

Salvar imagem

...Tempo do áudio -

LOC/REPÓRTER: O Ministério Público do Pará através da 2ª promotora de Justiça dos Direitos Constitucionais Fundamentais e Direitos Humanos, Suely Catete, ajuizou Ação Civil Pública para que um paciente receba tratamento domiciliar gratuito do Estado. O paciente foi diagnosticado, em 2010, com neuropatia, uma doença que provoca redução da força muscular, levando a paralisia dos membros. Um ano depois, ele foi diagnosticado com outra doença que o levou a impossível locomoção. Por orientação do médico, o paciente precisa fazer fisioterapia e acompanhamento psicológico e psiquiátrico, mas apenas recebe medicamento para a depressão. Na Ação, a promotora Suely Catete destaca também que seja fornecido o tratamento domiciliar aos demais pacientes do Sistema Único de Saúde com semelhante situação. Em caso de descumprimento da liminar vai ser fixada multa diária de 20 mil reais, valor que pode ser alterado sem prejuízo do crime de desobediência.
Com informações do Ministério Público do Pará, reportagem Thamyres Nicolau
 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.