COLNIZA: (MT) Apenas 158 meninas foram vacinadas contra HPV, no município

Apenas 18% de um total de 75% de meninas entre 11 e 13 anos foram imunizadas contra HPV, em Colniza. Segunda dose da vacina está disponível nos postos de saúde 

Salvar imagem

REPÓRTER: Com intenção de proteger as próximas gerações de mulheres contra o câncer do colo do útero, o ministério da Saúde está oferecendo desde março de 2014, a vacina que previne contra o HPV, vírus que causa a doença. O município de Colniza vacinou apenas 18 por cento, das meninas entre 11 e 13 anos. Para alcançar a meta do ministério da Saúde, cerca de quinhentas adolescentes ainda precisam ser vacinadas. O secretário de Vigilância em Saúde, do ministério da Saúde, Jarbas Barbosa, explica que a imunização contra o HPV precisa começar ainda na infância.

 SONORA: Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa
 
“Essa geração que está sendo vacinada contra o HPV, combinando a vacina contra o HPV com o exame papanicolau, a partir dos 25 anos, pode ser a primeira geração livre de morte por câncer de colo do útero. Por isso, as famílias não podem perder essa oportunidade e não devem dar ouvidos a boatos de redes sociais, a boatos que não tem nem comprovação no Brasil ou em qualquer lugar do mundo. Essa vacina é uma vacina cara, antes de ser incorporada pelo SUS, hoje qualquer menina do nosso país pode estar protegida contra o câncer de colo do útero.”
  
REPÓRTER: Quando os pais permitem que a filha seja imunizada contra o vírus HPV, eles estão aumentando a qualidade de vida da menina, já que, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer, cerca de quatrocentas mulheres devem descobrir que estão com câncer do colo do útero, em Mato Grosso, em 2015. A estudante, Iaskara Martins, tem 13 anos. Ela mora em Colniza e tomou as duas doses da vacina. Ela deixa um recado para as meninas que ainda não tomaram a segunda dose.
 
SONORA: Iaskara Martins, estudante
 
“Que é importante se cuidar, que essa doença pode matar. Ela tá cuidando do seu próprio corpo tomando essa vacina.”
  
REPÓRTER:  Pai e mãe que ainda não levaram as filhas para tomar a segunda dose da vacina contra o HPV podem procurar o posto de saúde que fica na Rua São Domingos, no bairro Bela Vista, em Colniza. As meninas entre 11 e 13 anos, que moram nas cidades de Cotriguaçu, Aripuanã, e Rondonópolis, também precisam tomar a segunda dose da vacina cotra o HPV. É necessário levar o cartão de vacina.
 
Reportagem, Rodrigo Santos

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.